quarta-feira, dezembro 13Programa Rolanda a Bola, de segunda à sexta às 7:00h

Vasco vence Ponte com gols de garotos da base e está na Pré-Libertadores

Vasco está de volta à Conmebol Libertadores em 2018! Ontem à tarde, em São Januário, o time comandado por Zé Ricardo fez o seu papel e derrotou a Ponte Preta pelo placar de 2 a 1. E mais uma vez nomes da base cruz-maltina entram para a história. Paulinho e Mateus Vital foram os autores dos gols que garantiram o retorno da equipe ao torneio sul-americano após cinco anos. Irá para a pré-Libertadores.

Desde a última semana, o clima envolvendo o Vasco para este jogo era de decisão. As atividades de sexta e sábado foram totalmente fechadas à imprensa para o elenco ficar totalmente concentrado na partida. Na chegada a São Januário, o ônibus da delegação passou por uma rua lotada de vascaínos fazendo muita festa, em esperança para a conquista.

E em campo, o time do Vasco realmente mostrou que vencer a partida seria como a conquista de um título. A etapa inicial foi impecável, com destaque para Paulinho. Aos 17 anos, o jovem, cria da base cruz-maltina, integrado ao profissional de São Januário no meio do ano, foi perfeito em campo. Nem imaginava que entraria para a história tão jovem…

Aos 25 minutos, Paulinho teria a primeira chance. Recebeu de Nenê pela esquerda e mandou cruzado para o gol, obrigando Aranha a fazer boa defesa. Três minutos mais tarde, porém, a sorte da jovem revelação seria melhor. Yago Pikachu cruza, Paulinho se antecipa a Nino Paraíba e, de cabeça, segue a batida abrindo o marcador. A torcida foi ao delírio, e São Januário literalmente tremeu.

Ao contrário dos jogos passados, o Vasco, mesmo na frente, não recuou. Os comandados de Zé Ricardo seguiram o ritmo na busca do segundo gol. A chance apareceria aos 31, quando Madson foi derrubado por Jeferson na grande área e o árbitro assinalou pênalti – o primeiro do Cruz-Maltino na competição. Nenê foi para a cobrança, mas acertou a trave. Oportunidade desperdiçada.

Antes do intervalo, o Vasco ainda teve um gol anulado. Paulinho cruzou para Yago Pikachu estufar as redes aos 38, mas a arbitragem não validou ao assinalar impedimento. No segundo tempo, aos 28, outro cria da base da Colina, Mateus Vital aproveitou rebote e ampliou para o Vasco. No fim, Jean cometeu pênalti e Lucca converteu para a Ponte.

Fim de jogo, de Brasileiro, e objetivo alcançado para o Vasco. E agora torcerá para o Flamengo vencer a Sul-Americana – se isso ocorrer, o cruz-maltino deixa de ir para a fase pré da Libertadores e entrará direto nos grupos da competição.

FICHA TÉCNICA
VASCO 2 X 1 PONTE PRETA

Estádio: São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 3/12/2017 – 17h (de Brasília)
Árbitro: Rafael Traci (PR)
Auxiliares: Ivan Carlos Bohn (PR) e Luciano Roggenbaum (PR)
Renda/público: R$ 1.178.345,00/20.714 pagantes
Cartões amarelos: Paulinho, Wellington, Anderson Martins, Gilberto, Nenê (VAS) e Jeferson, Marllon, Lucca, Elton (PON)

GOLS: Paulinho 28’/1ºT (1-0), Mateus Vital 28’/2ºT (2-0) e Lucca 43’/2ºT (2-1)

VASCO: Martin Silva, Madson (Eder Luis 36’/2ºT), Paulão, Anderson Martins e Gilberto; Wellington e Evander (Jean 24’/2ºT); Yago Pikachu, Nenê (Mateus Vital 23’/2ºT) e Paulinho; Andrés Rios. Técnico: Zé Ricardo.

PONTE PRETA: Aranha, Nino Paraíba, Marllon, Luan Peres e Jeferson; Wendel (Naldo 33’/2ºT) e Elton; Léo Artur (Felipe Saraiva 35’/2ºT), Danilo (Claudinho 33’/2ºT) e Léo Gamalho; Lucca. Técnico: Eduardo Baptista.

Lancenet

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.