quarta-feira, dezembro 13Programa Rolanda a Bola, de segunda à sexta às 7:00h

Série B: Em crise e na zona de rebaixamento Paysandu recebe hoje o Figueirense

Marcelo Nicácio confirmado

Para o Paysandu, o jogo diante do Figueirense pode significar a saída da zona de rebaixamento em caso de vitória. Aos catarinenses, a permanência entre os quatros primeiros colocados da Série B do Campeonato Brasileiro é o principal motivo para o time buscar os três pontos longe de sua torcida. Cenários diferentes que prometem apimentar o duelo entre as equipes nesta terça, a partir das 21h50m (de Brasília), no Estádio da Curuzu, em Belém, pela 11ª rodada da competição.

O clima entre os bicolores não tem sido dos melhores, e a crise está estabelecida. O time saiu derrotado nos últimos três jogos – ocupa a 17ª posição – e a diretoria do Paysandu optou pela saída de Givanildo Oliveira. Rogerinho Gameleira, auxiliar que comandou o Papão na vitória diante do Paraná, estará na beira do gramado. Na reapresentação dos jogadores, mais problema. A torcida invadiu o gramado e paralisou a movimentação para protestar e cobrar vitórias.
Para o confronto desta terça, Rogerinho adiantou a equipe que entrará em campo. Serão cinco mudanças em relação ao time que foi goleado pelo ABC. Diego Bispo fará dupla com Raul, já que Fábio Sanches foi expulso; Esdras ganhou a vaga de Ricardo Capanema, entregue ao departamento médico; Janilson retorna à lateral esquerda; Diego Barboza foi o escolhido para jogar com Eduardo Ramos; e Nicácio comandará o ataque com Iarley.  
O árbitro Wagner Reway, do Mato Grosso, apíta o jogo, auxiliado por Lincoln Ribeiro Taques (também do MT) e Gean Carlos Menezes de Oliveira, de Roraima. 
Paysandu: sem mistério. Das duas vitórias do Papão na Série B, uma delas foi ao comando de Rogerinho Gameleira. Talvez, por isso, o auxiliar não escondeu a onzena titular e anunciou cinco mudanças, algumas por opção técnica e outras por questões burocráticas. O Paysandu deve ir a campo no 4-4-2 com: Marcelo; Yago Pikachu, Diego Bispo, Raul e Janilson; Esdras, Zé Antônio, Diego Barboza e Eduardo Ramos; Iarley e Marcelo Nicácio.
Figueirense: Adilson Batista tem o retorno de André Rocha e garantiu a escalação do lateral. Nas outras posições, o técnico faz mistério, e fala em preservar alguns nomes para evitar lesões. Assim, o provável Figueirense tem Tiago Volpi, André Rocha, Thiego, Bruno Pires e Wellington Saci; Nem, Dener, Maylson e Rodrigo; Ricardo Bueno e Rafael Costa.
Globoesportepará