terça-feira, dezembro 12Programa Rolanda a Bola, de segunda à sexta às 7:00h

Remo empata com o Moto pela Série C

O empate de 1 a 1 contra o Moto ,deixou o Leão a perigo, com 22 pontos e a um do Salgueiro, que empatou com o Sampaio Corrêa em casa, no Cornélio de Barros, em Salgueiro, também nesta noite de Sábado. O Moto, por sua vez, continua ameaçado pela zona de rebaixamento. A distância para o grupo de desesperados é de apenas um ponto.

O Leão voltará a Belém para receber o Sampaio Corrêa, às 16h15 do próximo sábado (2), no Mangueirão, em Belém, com transmissão lance a lance pelo Portal ORM. O Papão maranhense seguirá na capital maranhense para receber o Cuiabá, às 16h do mesmo dia.

O Remo voltou a mostrar dificuldade no setor de criação, apesar da presença de Eduardo Ramos e Flamel juntos. Por outro lado, o Moto Club jogava ‘solto’ e só não levava mais perigo ao gol de Vinícius por falhas de finalização. O jogo seguiu ‘morno’ até os 22 minutos, quando o Remo foi ao ataque e, em um raro momento de bola no chão e troca de passes, Pimentinha mandou para Luiz Eduardo, que ajeitou de calcanhar para Eduardo Ramos encontrar Tsunami dentro da área. O camisa 6 tocou para Pimentinha, que empurrou para a rede, mas em posição de impedimento.

Aos 38, o volante Diogo Oliveira tentou arriscar de fora da área e fez Vinícius trabalhar. A bola foi no cantinho! Aos 42, Diego Renan recebeu na ponta direita e cruzou. Paquetá tocou com a trava da chuteira e a bola foi na trave! A sobra ficou com o canhoto Raí, que bateu de direita e mandou rente à mesma trave direita de Vinícius, que caiu com firmeza para encaixar a pelota.

Quando o primeiro tempo já caminhava para o final, o Moto Club disparou na indivualidade do meia Danillo Bala. Ele limpou dois marcadores com extrema facilidade e tocou com categoria. A bola foi na trave direita do Leão e voltou no pé de Paquetá, que só escorou para a rede. Moto Club 1 a 0!

O Remo voltou bem melhor do que foi no primeiro tempo e conseguiu equilibrar a partida, mas continuava cochilando em momentos decisivos. Aos 15, Danillo Bala recebeu na ponta direita, tentou uma ‘lambreta’ em Tsunami, foi atrapalhado por Leandro Silva, que perdeu e foi driblado em seguida por Vinícius Paquetá. O atacante do Moto devolveu para Bala, que chutou forte e viu Vinícius espalmar para longe!

Sete minutos depois, os remistas conseguiram chegar à frente com perigo. Para isso, contou com a subida de Tsunami. O zagueiro improvisado na lateral esquerda foi ao fundo e cruzou. A bola chegaria na cabeça de Eduardo Ramos sozinho na pequena área, mas Michel afastou.

A indivualidade usada por Danillo Bala também foi mostrada por Pimentinha, que limpou dois marcadores com categoria, entrou na área em velocidade e chutou para a defesaça de Saulo. A sobra ficou com Edgar, que, ao invés do chute de primeira, preferiu dominar a redonda, mas perdeu tempo, ângulo e chutou para fora.

Aos 35, a estrela do garoto Jayme brilhou. Na segunda vez em que tocou na bola na partida, o garoto resolveu arriscar uma paulada da intermediária e acertou no ângulo! A bola ainda bateu na trave e encontrou a rede. Era o empate azulino no Castelão.

No finalzinho, aos 44, um novo momento de desatenção da defesa do Clube de Periçá permitiu outra chegada perigosa do Moto. Alex Henrique costurou e lançou Vinícius Paquetá dentro da área. O camisa 9 encheu o pé e Vinícius saltou para espalmar.

Ficha técnica (Moto Club 1 x 1 Remo)

Moto Club – Saulo; Diego Renan, Michel, André Penalva e Lorran; Diogo Oliveira, Felipe Dias, Danilo Bala (Jerson) e Alex Henrique (Anderson); Paquetá e Raí (Toni Galego). Técnico: Marcinho

Remo – Vinícius; Léo Rosa, Leandro Silva, Martony e Tsunami; Dudu, França (Danilinho), Flamel, Eduardo Ramos (Jayme); Pimentinha e Luiz Eduardo (Edgar). Técnico: Léo Goiano

Gols: Vinícius Paquetá 45’/1ºT (Moto Club); Jayme 35’/2ºT (Remo)

Cartões amarelos: Dudu e Jayme (Remo)

Local: Castelão (São Luís/MA)

Data: 26/08

Hora: 17h15

Árbitro: Antonio Dib Moraes de Sousa – PI (CBF)

Assistentes: Rogério de Oliveira Braga – PI (CBF) e Mauro Cezar Evangelista de Sousa – PI (CBF)

Público: 4.174 (2.562 pag., 1.612 grat.)

Renda: R$ 65.060,00

Orm