Programa Rolanda a Bola, de segunda à sexta às 7:00h

Em grupo equilibrado, Bragantino e São Raimundo miram topo da tabela

Bragantino e São Raimundo se enfrentam pela segunda rodada grupo A2, no estádio Diogão, em Bragança. Na rodada anterior, as duas partidas da chave encerraram com o mesmo placar: 1 a 1. Por isto Castanhal, Gavião, São Raimundo e Tuna Luso permanecem empatados com apenas um ponto, obrigando as duas equipes a conquistarem uma vitória nesta partida para subir na tabela. No histórico de confronto, o Tubarão do Caeté e o Pantera se encontraram uma única vez no Campeonato Paraense. Foi na primeira fase de 2008, quando a equipe do São Raimundo venceu por 2 a 1, fora de casa.

Nesta quarta-feira (12), a partir das 15h30 (horário local), ambos terão oportunidade para escrever novos números para o confronto. O São Raimundo estreou diante do Castanhal, em Santarém. Em desvantagem no placar, o clube santareno se livrou da derrota em pleno Colosso do Tapajós, com um gol de empate aos 50 minutos da etapa final. Para a partida em Bragança, o treinador Osvaldo Monte Alegre passa a contar com alguns jogadores que podem ser titulares: os meias Caçula e Márcio Serrão, além dos zagueiros Perema e Bruno Everton. Os atletas ficaram de fora da estreia devido à problemas na documentação.

De folga na primeira rodada, o Bragantino entra na disputa. Afastado das competições estaduais desde 2012, disputou a segunda divisão este ano e garantiu acesso para a primeira fase, de olho na elite do Parazão, daonde saiu há oito anos. Por isso, a diretoria não mediu esforços e trouxe quase um time novo: o goleiro Paulo Wanzeler, os zagueiros Flavio e Adriano, os laterais Léo Rosa e Leozinho, os meias Rodrigo, Wallax, Harison, além do atacante Junior Miranda, chegaram para reforçar o Tubarão nesta etapa do estadual.
Bragantino  x São Raimundo
Local: Diogão
Árbitro:Raimundo Gilson Gonçalves de Brito
São Raimundo: Labilá. Hugo Deleon(Rayan) Perema, Matheus e Englerson(Jackinha): Marcelo Pitibul, Diego Carioca, Edicleber e Caçula: Jeferson Monte Alegre e Branco.

Deixe uma resposta