segunda-feira, outubro 23Programa Rolanda a Bola, de segunda à sexta às 7:00h

Clássico fica no empate, Remo leva nos pênaltis, e torneio fica ameaçado

O que deveria ser uma noite de festa, por pouco, não acabou terminando de forma desrespeitosa com o torcedor. Nesta quarta-feira, dia 21, Paysandu e Remo empataram em 0 a 0 ao final dos 90 minutos, mas antes, no intervalo da primeira etapa, dirigentes das duas equipes ameaçaram não retornar ao gramado por conta do descumprimento dos organizadores da Copa da Amazônia, que não teriam pagado os valores prometidos no ato da assinatura do contrato. Depois de mais de meia hora, os times voltaram ao campo e a decisão para a final contra o Bahia – que corre o risco de não acontecer em virtude desta situação financeira – foi decidida nos pênaltis e o Leão levou a melhor no Mangueirão ao vencer por 5 a 3.
Ficha Técnica
Remo: Fabiano; Dadá, Raphael Andrade, Max e Jadílson; Ilaílson, Felipe Macena (Ameixa), Fabrício (Ratinho) e Eduardo Ramos (Flávio Caça-Rato); Rony (Alex Ruan) e Rafael Paty (Val Barreto). Técnico: Zé Teodoro.

Paysandu: Andrey; Yago Pikachu, Dão, William Alves e Marlon (Pablo); Augusto Recife, Ricardo Capanema, Elanardo e Rogerinho (Carlinhos); Héber Santos (Leandro Cearense) e Bruno Veiga. Técnico: Sidney Moares
Penalidades:

Val Barreto, 1 a 0; Recife 1 x 1; Ratinho 2 a 1; Leandro Cearense desperdiçou e o placar ficou mantido em 2 a 1; Alex Ruan 3 a 1; Elanardo 3 a 2; Jadílson 4 a 2; Yago Pikachu 4 a 3; Flávio Caça-Rato 5 a 3.